Desporto

Equipa Masculina apura-se para os quartos de final do EUC Futsal 2019

Equipa Masculina apura-se para os quartos de final do EUC Futsal 2019

No quarto dia do European Universities Futsal Championshio (EUC) 2019, que decorre em Braga até ao dia 23 de julho, a equipa de futsal feminino da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) entrou em campo para realizar o primeiro jogo na competição. A estreia da formação do Minho frente às francesas da Universidade de Rouen não foi a melhor, tendo saído derrotada por 3-0. As expectativas estavam bastante elevadas, uma vez que as minhotas conquistaram a medalha de ouro no Campeonato Nacional Universitário, realizado em Guimarães.

O conjunto comandado por Luís Silva entrou bem na partida, mas as adversárias conseguiram contrariar todas as investidas minhotas. Através de uma jogada ao primeiro toque, a equipa francesa adiantou-se no marcador e dificultou a tarefa à equipa da casa. O segundo golo das visitantes chegou pouco tempo depois, levando o timoneiro minhoto a apostar no 5x4. Destaque para a guardiã minhota, que parou uma grande penalidade, levando os adeptos ao rubro. As duas equipas foram para o intervalo com o marcador a assinalar o resultado de 3-0.

Na etapa complementar do encontro, a história não se alterou. A Universidade de Rouen aproveitou uma falha técnica da AAUM e aumentou a vantagem. No minuto 25, Filipa Mendes ainda reduziu para a formação minhota. Através de um remate de longa distância, a minhota colocou a bola no ângulo, não dando qualquer hipótese à guarda-redes visitante. Logo após o golo, Elsa Ferreira rematou à trave, mas a bola parecia não estar a querer entrar.

Já perto do apito final, Ana Carolina Costa fez o segundo golo do conjunto minhoto. Com um jogo totalmente diferente da primeira parte, as minhotas voltaram a achar que era possível dar a volta ao marcador. As francesas acabaram com todas as esperanças minhotas, quando a partir de uma bola parada fizeram a mão cheia de golos. O jogo terminou com o marcador a assinalar o resultado de 5-2.

Depois da vitória por 6-1, a equipa masculina da AAUM teve a Lviv Polytechnic National University pela frente, na luta pelo primeiro lugar do grupo A. O Complexo Desportivo da Universidade do Minho recebeu o jogo que decidia o primeiro e o segundo lugar do grupo A. Com um pavilhão bem composto, foi mesmo a equipa da casa que começou a causar perigo. Fruto de várias distrações da formação adversária, Luís Mendes ganhou espaçou e entregou para João Abreu, que não perdoou em frente da baliza visitante.

Os minhotos não tardaram em aumentar a vantagem, novamente por intermédio de Abreu. O camisola 10 rematou com força, fazendo o segundo golo do dia. Os ucranianos tentaram mexer com a partida. Após dois golos sofridos, a formação que viajou da Ucrânia trouxe o perigo para a baliza de Vasco Ribeiro, que evitou o pior por diversas vezes. Ambas as equipas recolheram aos balneários com o placard a registar o resultado de 2-0 a favor dos minhotos.

 A segunda metade da partida trouxe mais do mesmo. A academia minhota encostou os ucranianos às cordas, construindo o terceiro golo da formação minhota. Alexandre Ribeiro rematou de alma e coração para o fundo da baliza ucraniana, o que permitiu ao conjunto da casa aumentar a vantagem. A infelicidade bateu à porta dos visitantes. A partir de um autogolo, os adversários alargaram a diferença entre a AAUM. A equipa da Ucrânia ainda reduziu a vantagem. Fruto de um livre de bola parada, a Lviv Polytechnic National University acabou por chegar ao golo, mas não conseguiram evitar a derrota por 4-2.

Com este resultado, a equipa masculina qualifica-se para os quartos de final do EUC Futsal 2019, procurando vingar a final perdida no ano passado em Coimbra. A próxima partida dos minhotos é no dia 20 de julho, às 18h, no Complexo Desportivo da Universidade do Minho. O futsal feminino regressa à competição amanhã frente à Norwegian University of Science and Technology, às 18h, também no Complexo da Universidade, procurando conquistar um lugar nas oito melhores universidade europeias.