Eventos

Novo Gatódromo estreia com casa de cheia

Novo Gatódromo estreia com casa de cheia

As festividades do Enterro da Gata tiveram início este sábado e começaram a todo o gás. A Afonsina, Plutónio, Richie Campbell e Karetus se devem os momentos de euforia e diversão no novo recinto do Enterro.

No primeiro dia do Enterro da Gata, a Afonsina abriu o novo  recinto. A Tuna de Engenharia da Universidade do Minho proporcionou um espetáculo vibrante para o pouco público que quis chegar cedo ao Altice Fórum Braga.

Pela primeira vez a solo no Enterro da Gata, Plutonio foi o segundo a subir a palco. O artista de Cascais levou o público à loucura nas duas últimas músicas, as mais esperadas: “Meu Deus” e “Cafeína”. Entre saltos e cânticos, o público começou a aquecer para uma longa noite.

Richie Campbell, a atuar pela quarta vez no evento, cantou para um recinto practicamente cheio. As músicas “Do you know wrong”, “Blame it on me” e “Water” entoaram em uníssono pela voz do público. Durante o concerto, o artista chamou Plutonio para, em conjunto, cantarem “Eyes open”. O concerto acabou com Richie a convidar um membro do público para se juntar a ele e dançarem ao som de “Slowly”.

Os Karetus foram os responsáveis pelo fecho da primeira noite do festival. Entre colunas de fogo e  muitos hits conhecidos da música nacional e internacional trouxeram a palco um concerto que não ficou indiferente a ninguém e que fez os estudantes vibrar de entusiasmo.

A festa do Enterro da Gata decorrem até à próxima sexta-feira. Amanhã, o cartaz é marcado pelos vários Grupos Culturais da Universidade do Minho e pelo Quim das Remisturas.